Capa

Cascavel de Ouro Automobilismo Geral

Campeão brasileiro, paraibano admite atuação individual na Cascavel de Ouro

Depois do 13º lugar em sua estreia no grid principal, Carlos Machado visa pódio com Fiat Mobi na 33ª edição, que terá premiação de R$ 150 mil

14.03.2019  |  892 visualizações

Pernambucano de nascimento e radicado na Paraíba, Carlos Machado é um dos pilotos que aproveitaram o desconto de 20% na taxa de inscrição para assegurar já em março sua participação na 33ª Cascavel de Ouro. O piloto da Tuta Racing vai integrar a disputa marcada para 3 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux, em Cascavel, como piloto do Fiat Mobi número 115. Sua meta é integrar a faixa de premiação, que totalizará R$ 150 mil.

É a terceira vez consecutiva que Machado põe a Cascavel de Ouro em sua agenda de competições. Em 2017, não chegou a integrar o grid principal. “Eu tive que trocar de parceiro em cima da hora, acabamos tendo de disputar a corrida de repescagem e um acidente logo na primeira volta acabou com minha chance de estrear na prova”, lembra. No ano passado, atuando em dupla com o pernambucano Beto Monteiro, o saldo foi bem mais positivo.

“Conseguimos o 18º lugar no grid, ficamos à frente de outros 50 carros, e na corrida termináramos em 13º. Era para termos conseguido um lugar entre os seis primeiros, com certeza, mas cometemos um erro em uma das paradas de box e isso sacrificou bastante o nosso resultado”, lembra o piloto, que atuou pilotando um dos GM Celta da Tuta Racing, equipe chefiada pelo preparador gaúcho Leonardo Kubaski. “Serviu bastante como experiência”.

Machado ainda não se manifesta sobre a eventual repetição da parceria com Monteiro e considera a possibilidade da atuação individual, permitida a partir de 2019. “Além do aprendizado que tive correndo com o Beto, que é meu conterrâneo e meu amigo, foi uma honra muito grande, pelo renome que ele tem no automobilismo. Ao mesmo tempo em que eu gostaria muito de ser parceiro dele de novo, o desafio de correr sozinho me soa interessante”, diz.

Piloto de automobilismo desde fim de 2016, quando fez sua estreia na prova de inauguração do Autódromo da Paraíba em São Miguel de Taipu – foi o vencedor na categoria Superturismo –, Machado alcançou rápida evolução. O ano de 2018 foi marcado pela conquista de três títulos. Além da Classe 2B da Turismo Nacional, ele foi campeão no Pernambucano e no Interestadual de Marcas A, amealhando ainda vice-campeonatos no Cearense e no Nordestão.

A temporada de 2019 será novamente intensa para Machado. Ele estará no grid da Turismo Nacional, agora integrando a Classe 1, e também disputará campeonatos do automobilismo nordestino. “Terei um coach e um telemetrista profissional me acompanhando durante todo o ano e espero evoluir muito com essa ajuda. Até a Cascavel de Ouro, acredito, minha bagagem de aprendizado vai ser bem maior, o que me leva a considerar participar sozinho”, pondera.

INSCRIÇÕES

Pilotos e equipes podem solicitar a ficha de inscrição da 33ª Cascavel de Ouro por e-mail, com mensagem para cascaveldeouro2019@gmail.com, ou pelo número celular (45) 9 9937-1052, disponível também para mensagens via WhatsApp. Os vencedores da corrida receberão R$ 100 mil. Há prêmios de R$ 20 mil ao segundo lugar, de R$ 12 mil para o terceiro, de R$ 8 mil para o quarto e de R$ 5 mil para o quinto, além de R$ 5 mil pela pole.

A taxa de inscrição fixada pelo regulamento desportivo da Cascavel de Ouro é de R$ 5.000,00 por carro, independentemente do número de pilotos. A taxa terá um desconto de 20 por cento para inscrições efetivadas até dia 31 de março, trazendo a taxa final a R$ 4.000,00. Haverá desconto também para inscrições efetuadas de 1º de abril a 30 de junho, de 10 por cento, deixando a taxa em R$ 4.500,00 por trio, dupla ou participação individual.

14/03/2019 - Grelak Comunicação

  • Layout do Fiat Mobi de Carlos Machado para a 33ª Cascavel de Ouro
    (WB Design)

  • Carlos Machado em ação na Cascavel de Ouro do ano passado
    (Vanderley Soares/Grelak Comunicação)

  • Carlos Machado é o atual campeão da Turismo Nacional na Classe 2B
    (Vanderley Soares/Grelak Comunicação)

  • Machado no grid de 2018 com o preparador Leonardo ?Tuta? Kubaski
    (Vanderley Soares/Grelak Comunicação)

  • Beto Monteiro foi o parceiro de Carlos Machado na corrida de 2018
    (Vanderley Soares/Grelak Comunicação)

Leia também...

02.04.2019

Primeira fase de inscrições confirma 25 carros no grid da 33ª Cascavel de Ouro

Corrida de 3 de novembro no Autódromo Internacional Zilmar Beux distribuirá R$ 150 mil em premiações aos primeiros colocados

12.03.2019

Carro novo é trunfo dos irmãos Freitas por primeira vitória na Cascavel de Ouro

Bicampeões, Wanderson e Leandro terão temporada da Turismo Nacional como laboratório para desenvolvimento do VW Gol da Geração 7

11.03.2019

‘Jegue’ e Gondra Júnior reeditam dupla pernambucana na 33ª Cascavel de Ouro

Campeões da Copa Masso Alimentos em 2018, pilotos da Jeg Team Racing preparam-se para disputar premiação de R$ 150 mil em novembro

08.03.2019

Rafael Lopes assume desafio de pilotar sozinho nas três horas da Cascavel de Ouro

Campeão da Old Stock Race e vencedor na Turismo Nacional, piloto paulista fará sua segunda participação com HB20 da Scuderia Fast Racing

Entre em contato